MENU PRINCIPAL

quinta-feira, outubro 27, 2011

(Artigo Científico) - PROVA DO ENEM NÃO TEM GRAMÁTICA!?

ANÁLISE MAIS DETIDA COMPROVA QUE AVALIAÇÃO DO ENEM NÃO CONTEMPLA QUASE NADA DA GRAMÁTICA NORMATIVA: MAS O QUE É A GRAMÁTICA?

Autora: Valdenice Oliveira Mendes
Orientador: Rômulo Giácome de Oliveira Fernandes

RESUMO

O presente artigo tem como objetivo promover um estudo a respeito das provas do Exame Nacional do Ensino Médio - Enem 2008 e 2009, e descrever como a gramática normativa está sendo utilizada no Enem nesse período e se o exame contempla e exige os conhecimentos gramaticais. Por meio de uma análise, compreender se essas as provas do Enem contemplam as questões gramaticais, saber como, e onde contemplam e o grau de profundidade. Parte de referências conceituais fruto de revisão bibliográfica com leitura verticalizada para fundamentação teórica e respaldo metodológico, respeitando a técnica Crítico/Conceitual. Serão efetuadas análises descritivas das questões de Língua Portuguesa, onde serão avaliadas e classificadas segundo critérios específicos da pesquisa. Após esta classificação, as provas serão comparadas e os resultados serão expostos descritivamente e interpretados à luz da pesquisa qualitativa, sob o ângulo dos teóricos que embasam esta prática. Dos resultados obtidos, foi possível verificar que as questões de Língua Portuguesa do Enem 2008 e 2009 não contemplam a gramática normativa como deveria ser contemplado. Assim, é possível destacar que há uma necessidade maior em cobrar a norma gramatical da Língua Portuguesa nas questões do Enem, para que se possam ser cobradas as habilidades do aluno em relação a Língua Portuguesa.