MENU PRINCIPAL

sexta-feira, fevereiro 04, 2005

Eta Terceirão: III e I, uma Leve Analogia

// Nada é tão difícil que não possa ser esquecido
por algo ainda mais difícil //

I período (...)
Depois desta loga e profética visão do paraíso,
algo meio tipo Paulo Coelho, ArGHHHH;;; pensei em
comentar algo sobre os primeiros períodos do curso de Letras:
Olhos penetrantes, como bem dizia Agnaldo, perfuraram ainda mais
quando envoltos em mistérios: quem é quem? e a pior: será que gostaram da matéria? Espero que sim.
A todos vcs que estiverem lendo, seja do I ou VII período,
começar é sempre acreditar no melhor das possibilidades e expectativas: se for para o bem, ou se for para o mal;
Gostar, gostar muito;;; odiar, odiar muito;
isto porque não existe limites que separam o amor e o ódio,
seja pela intensidade que os envolve, seja pela força que eles tem como sentimentos verdadeiros
De preferência, amem literatura;;;;
Não colocarei conteúdos específicos nesta página hoje, pois ainda estou introduzindo noções e contextos; tão logo fique envolto em bibliografias, colocarei revisões;;;;
// de um modo geral, amei vcs (I período) pela vivacidade e jovialidade //

Mas,
mudando de assunto

Amigos do III período:

Literatura Brasileira exigirá de vcs três abordagens sobre a obra literária:
- estética
- estilística
- teórica

Estética: dados e informações retiradas do bojo artístico pelo viés das: imagens acústicas, pictóricas, figuras de estilo, figuras retóricas, marcas de construção

Estilística: detalhes que demarcam uma identidade ao escritor e englobam sua obra em dado cânone literário (modelo de arte a ser seguida)

Teórica: toda nova linguagem artística tem seu manifesto: uma teoria qua a sustenta e a endossa;
desde o Romantismo até os modernismo(s), sempre surgiram panfletos contendo novas tendências e ex(plicações) dos referidos dotes artísticos

Quero salientar também que quando estudamos um período literário
agimos sobre um cânone: um modelo de arte a ser seguida por uma relação espaço/temporal

Bem,
por hoje é só...

Momento Cultura Inútil:
(pois como vc saberá o que é bom se não tiver o que é de pior?)
Fiquei feliz com a liderança do meu companheiro de profissão no
BIG Brother, Jean;;;; e vcs?

Falando o que é de bom:
Foi lançado no Brasil A História do Belo (org. Umberto Eco)
É um bom momento para estudarmos os referentes de nossa beleza ocidental e suas teorias

Referências:
Sinto que as referências do momento estão situadas na década de 80 e 70;
as roupas 80 e o punk 70 (The Clash)
Por favor: púlpitos do Rock, não percam esta banda de vista outra vez

The Rock and Roll Survive;;;

Um grande Abraços a todos;
Prof. Rômulo.


Um comentário:

Anônimo disse...

Seguindo as instruções de uso..
Sou aluna do I B, Muito bacana o texto q vc escreveu para nós q estamos começando..gostei muito, como das aulas tbm. Uma pergunta, pq o Sr acha o Paulo Coelho Arghhh..rsrsrs. Eu gosto tanto dele.

Ahhh e eu amei a liderança do Jean no BBB.

Um bom feriado

Renata