MENU PRINCIPAL

quinta-feira, outubro 30, 2008

ESCOLA CORA CORALINA EM CACOAL ENTREGA PREMIAÇÃO AOS ALUNOS CLASSIFICADOS PARA 2ª FASE DA OBMEP

ESCOLA CORA CORALINA EM CACOAL ENTREGA PREMIAÇÃO AOS ALUNOS CLASSIFICADOS PARA 2ª FASE DA OBMEP




By, Elisandro Félix de Lima

A escola estadual Cora Coralina no município de Cacoal, premiou nesta última sexta-feira (24), os alunos classificados para a segunda fase da 4ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), realizada em todas as escolas públicas do Brasil no dia 26 de agosto deste ano.



A OBMEP é um concurso promovido pelo Ministério da Ciência e tecnologia e do Ministério da Educação, com realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada – IMPA e da Sociedade Brasileira de Matemática – SBM.
Dirigido aos alunos de 5ª à 8ª série (6° ao 9° ano) do Ensino Fundamental e aos alunos do Ensino Médio das escolas públicas municipais, estaduais e federais, que concorrem a prêmios de acordo com a classificação nas provas. Também, professores, escolas e secretarias de educação dos alunos participantes concorrem a prêmios.
O evento que tem como tema “Somando novos talentos para o Brasil”, propõe estimular e promover o estudo de Matemática entre alunos das Escolas públicas; contribuir para a melhoria da qualidade da Educação Básica; identificar jovens talentos e incentivar seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas; promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento; incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional, e também, contribuir para a integração das escolas públicas com as universidades públicas, os institutos de pesquisa e sociedades científicas.
A professora Neusa Édina de Oliveira é quem coordena o evento na escola local e disse que “todos os alunos do Ensino Fundamental e Médio da escola Cora Coralina foram inscritos”. Esta primeira fase da OBMEP se caracterizou pela aplicação da prova objetiva em questões de múltipla escola, diferenciada por níveis (1,2,3). Nível 1 – alunos matriculados na 5ª ou 6ª série (6° ou 7° ano) do Ensino Fundamental. Nível 2 – alunos matriculados na 7ª ou 8ª série (8° ou 9° ano) do ensino Fundamental. Nível 3 – alunos matriculados em qualquer série do Ensino médio. Para todos os níveis o aluno deve está matriculado no ano letivo correspondente ao da realização das provas.

A direção da escola Cora Coralina se sentiu satisfeita ao premiar os 50 alunos aprovados para a 2ª etapa da OBMEP, o que caracterizou 5% dos alunos inscritos pela escola em cada nível, com melhor desempenho nesta 1ª fase, conforme rege o edital. Sendo, 9 (nove) aprovados do Nível 1; 11 (onze) aprovados do Nível 2; e, 30 (trinta) aprovados do nível 3.
Confiram abaixo os aprovados para a 2ª etapa da OBMEP da escola Cora Coralina que deverão fazer a prova no dia 08 de novembro de 2008 (sábado), às 12:30h (horário local).

NÍVEL 1.
Aline Rodrigues Beling
Andressa Mayara Degen
Bruna Stephani Santos Ataíde
Géssica K. da Silva Bernal
Lucas Francisco de Sousa
Mônica Gineli Alves
Rafael Pritski da Rocha
Thalysson Paulo Guves Pacheco
Valdemar Fernandes B. Junior

NÍVEL 2.
Cristian Rocha de Oliveira
Elielson Pinheiro da Silva
Guilherme Torrejon Passos
Hans Jhonson Costa Santana
Matheus Roberto Klein
Patrícia Martins Galvão
Rodrigo Ribeiro Fonseca
Thiago de Oliveira
Vanessa Letícia T. da Cruz
Vinícius Martins
Wesley Santos Freitas

NÍVEL 3.
Adriana Gomes Lopes
Alisson David da Silva
André Rodrigo de O. Souza
Andreska Lara Silva
Athilla Arcari Santos
Cecília Carolina A Borges
Dayane de Barba
Dhiego Novais do Nascimento
Diones Almeida Knaak
Ericlaudia Kiper Hertz
Guilherme Galileu Guedes
Hans Huber da Silva Sibien
Íris Suellen Mutz da Silva
Jakeline da Silva Souza
Janine Pereira Rosa
Karlla Karyna Teotônio Folli
Luana Sousa Moraes
Luiz Augusto da Silva
Márcio Junior R. Labenor
Maycon marques Klippel
Michelle da Silva Cuellar
Neilson da Silva
Nubielly Silvestre Oliveira
Regina Grejanini Borges
Renato Gomes Lima
Ricardo Martins Vizanotto
Sérgio Manoel Soares Silva
Thales Crispim Arcanjo
Thatiele Barreto da Silva
Weslei Alves da Silva

terça-feira, outubro 21, 2008

ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA DANIEL BERG, EM CACOAL, APRESENTAM TRABALHOS CIENTÍFICOS NA UNESC


Alunos do Ensino Médio da Escola Daniel Berg, em Cacoal, apresentaram trabalhos aos acadêmicos da UNESC na VI Jornada Científica.

By, Elisandro Félix de Lima

A VI Jornada Científica promovida pela Unesc nos dias 13, 14,15 e 16 de outubro de 2008, contou com a participação maciça dos alunos do ensino médio da escola Daniel Berg em Cacoal. Incentivados pelo professor de Língua Portuguesa e Literatura Sérgio Nunes de Jesus, cerca de cinqüenta alunos puderam apresentar aos universitários diversos trabalhos desenvolvidos em sala de aula durante o terceiro bimestre.
Levar os resultados dos trabalhos aos acadêmicos foi uma maneira diferenciada de promover as práticas de pesquisas com alunos prestes a concluírem o ensino básico, além de que os alunos puderam sentir o clima acadêmico.
A exposição em banners aconteceu no bloco das salas do curso de Letras e Pedagogia – a idéia era mostrar aos futuros professores os resultados de leituras e produção de escritas sobre os diversos temas escolhidos pelo professor da turma.
Em entrevista com alguns alunos, pudemos relatar parte do resultado da pesquisa realizada. A turma do 2° ano X e Y leram o livro “O Código da Vinci” de Dan Bown. O aluno Halbert Teixeira, em uma explanação sobre o livro, disse que “a obra foi muito criticada pela sociedade cristã e que retrata o que a Igreja católica escondeu por várias décadas”. Também, acrescentou que “falar sobre a obra, é provoca e aguça a curiosidade das pessoas em ler o livro”.
Outro trabalho apresentado por alunos do 2° ano X, foi sobre o Romantismo. Letícia Guimarães destacou a obra “Moreninha” de Joaquim Manoel de Macedo, como a que “marcou a primeira geração romântica no Brasil”. A segunda geração iniciou-se com a obra “Noite na Taverna”, de Álvares de Azevedo, autor este, “influenciado por Lord Byron um dos sete poetas malditos, que escreveu num período denominado mal do século”. A aluna também ressaltou que “a terceira geração romântica no Brasil, retrata a história do homem do sertão e urbano”. Já o aluno José Ronaldo disse que “a idéia de mostra este trabalho em banners na faculdade aos acadêmicos foi um método diferenciado e agradável de aprender fora da sala de aula”.
O banner da turma do 9° ano Y destacou a obra de Charles Dickens – “David Copperfield,” publicado em 1849 que “teve como importância, conhecer qual era o papel do homem no século XIX”, foi o que disse a aluna Laís Corrêa Brito Sobral. Outros alunos do 2° ano Y trabalharam com a obra de Alcântara Machado – “Brás, Bexiga e Barra Funda” – um livro que retrata a vinda dos imigrantes Italianos para o Brasil. O aluno Egon Luiz sintetizou que “o livro relata fatos reais ocorridos em 1927”. José Mauro acrescentou que “a obra focaliza três bairros paulista e que os descendentes de italianos vieram para o Brasil em busca de uma vida melhor, mas, ao contrário disto, acabaram sendo quase escravizados”.
Outro banner que muito chamou a atenção de quem passava pela sessão de pôsteres foi o da turma do 1° ano X, titulado de Movimentos populares na Idade Média, O aluno Sérgio Rafael disse que “o objetivo do trabalho foi retratar as primeiras revoltas da Idade Média, manifestos organizados por camponeses em busca de seus direitos”. Para o aluno Vitor Duarte, “as influências religiosas e políticas dos camponeses contribuíram para cultura da época, fazendo com que o homem procurasse melhoria de vida no contexto social”.
Na sexta-feira (16), último dia do evento, a Coordenação do NIP (Núcleo Integrado de Pesquisa) agradeceu a participação dos alunos, oferecendo espaço para apresentarem novas pesquisas no próximo ano.