MENU PRINCIPAL

sexta-feira, fevereiro 18, 2011

VIAGEM SÃO PAULO, MINAS GERAIS E RIO DE JANEIRO (JANEIRO/2011) - CULTURA DE VIAGEM: GASTRONOMIA, LIVROS E DISCOS POR MINAS, RIO DE JANEIRO E SÃO PAULO – DEZEMBRO/JANEIRO 2010-11

EM VIAGEM DE FINAL DE ANO REGISTREI AS EXPERIÊNCIAS CULTURAIS DE LUGARES E OBJETOS QUE MARCARAM UMA TRAJETÓRIA DE DESCANSO E LIBERDADE POR MINAS GERAIS, GOIÁS, SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO DE CARRO. 
by Rômulo Giácome

Uma viagem é sempre um passo ao desconhecido; mesmo que munido de amplas referências, guias, estudos e tutoriais, nem sempre o que é bom para alguns é bom para outros; lugares recomendadíssimos podem tornar-se engodo em determinados dias ou temporadas, assim como grandes surpresas podem irromper de locais não tão reconhecidos. Assim, este post trata de locais e acontecimentos culturais que marcaram minhas férias de final de ano, principalmente em busca das grandes sensações culturais que uma saída deste porte pode oferecer. Mais por imagens do que por textos, esta postagem fará referências de locais que, talvez não por excelência de serviços ou valor social, mas pelos momentos que me proporcionaram, tornaram-se referências em minha mente e alma.

CARRO DE BOI – UBERLÂNDIA
Passando em Itumbiara, um clima chuvoso e úmido, fiquei surpreso com uma cidade dividida em duas metades: uma goiana, fortalecida pelo comércio agrícola; outra carioca; com calçadões e belos prédios ao largo do Rio Paranaíba; a expectativa é chegar em Uberlândia e comer a deliciosa comida mineira; achado o hotel que pernoitaríamos, nos deliciamos no restaurante e bar Carro de Boi, na Rua Johen Carneiro 1852. Na avenida tipicamente de movimento noturno, Uberlândia destaca-se pelo seu povo, beleza e clima ameno. Em família, comemos e bebemos.












SHOPPING DOM PEDRO – CAMPINAS, SP
Um bom e velho hamburger no Shopping com o filhão Pedro, na expectativa de um cinema às 16:00; para quem vive eternamente no mundo do ecoturismo, turismo urbano é Jungle.













VILA TAVOLA - BEXIGA, SP
Ideia extremamente fixa na cabeça, o Bexiga, ou comumente chamado de Bela Vista, oferece algumas cantinas italianas maravilhosas; dentre estas, privilegiamos a Vila Tavola; local de excelentes massas; Me deliciei com os molhos vermelhos e lasanhas magistrais; a sobremesa, mousse de chocolate meio-amargo; Lembranças eternas no centro antigo de São Paulo.





ANTIQUARIOS E ESCADARIA DO BEXIGA – SÃO PAULO
Subir as lojinhas apertadas no morro do Bexiga e contemplar preciosidades antigas, bibelôs e coisas velhas que adoro; pena que é um hot point e as coisas já estão inflacionadas; vinis vendidos em uma loja que tinha uma geladeira em forma de Cadillac; pena que muito caros!!














LIVRARIA CULTURA – AVENIDA PAULISTA, SP
Que surpresa agradável! Existem lugares neste rincão brasileiro onde as pessoas ainda lêem!! Fiquei emocionado com a beleza, a sofisticação e grandiosidade desta esplêndida livraria! Três andares de livraria; Cultuemos o livro no Brasil; Comprei duas obras para mim e uma para Helem: comprei Bukowski “Misto Quente” e Thêkov “Um homem extraordinário”; Para Helem, Nova Gramática “Ivanildo Bechara”;













EDIFÍCIO ITÁLIA-SP – VISTA DE FORA E DE CIMA
Da Praça da República, com vistas ao Bar da Brahma, próxima do poético cruzamento entre a Ipiranga e a São João, é possível ver o antigo e clássico edifício Itália; Perguntamos sobre a possibilidade de subir no edifício, mas sinalizaram que era cobrado um valor (50,00, especularam); no entanto, ao ir dar com o porteiro, por sorte do destino, o único dia possível de visitar gratuitamente era quarta-feira, só às 15:00; justamente o dia!! A vista é magistral, única; São Paulo é um monstro, gigante em si mesma!














DISCOS DE VINIS, GALERIA NÚMERO 279, LOJA 16, SEGUNDO ANDAR, SANTA EFIGÊNCIA.
Uma das metas na permanência em SP era comprar vinis; o vinil é uma forma clássica e emblemática de guardar a “cultura” musical; isto mesmo, cultura; o fanático por música também guarda a crítica, os comentários, a capa e tudo o mais, além da fiel tradição e estilo do vinil; eis que ao comprar um pré-amplificador na Santa Efigênia, consigo uma referência “achado”: uma nova loja, em um interminável corredor no segundo andar de uma galeria da Santa Efigênia (número 279); fui imediatamente. Mas deparei-me com a loja fechada; mas fiquei com aquilo na cabeça; voltaria, com certeza; enquanto fiquei em SP estabeleci esta meta, mesmo contra as vontades da patroa; mas não me decepcionei; foi uma experiência humana fascinante; a coleção de Vinis era ótima, mas excelente mesmo é a forma e o tratamento dado pelo “feeling man” , que me atendeu magistralmente; contrato de brothers que gostam de música; inesquecível;

SEBO DA RUA AURORA, 789 - SP
Andando pela Rua Aurora, entre o Bexiga e a Santa Efigência (número , deparei-me com uma pequena porta, repleta de livros em promoção; percebi que era um sebo; mas nada ainda tão enorme como iria surpreender: lá dentro pude perceber que aquela pequena porta era um portal para um gigantesco império, construído sobre livros, fina poeira do tempo e cultura; eram simplesmente mais de três andares de livros, de cima a baixo; fiquei louco e comecei compulsivamente a ver os títulos; nesta tarefa “garimpar”, encontrei volumes da Virginia Wolf, Ken Kelsey e Steinbeck; comprei na hora; descobri que um dos donos é do Acre; e recentemente trouxe seu acervo para cá; Loucura total;


















UM VIOLONCELO QUE ESPIA DA JANELA, VIADUTO DO CHÁ-SP
Só SP para proporcionar esta cena: na véspera de Natal, em pleno São Bento, no largo que integra a BMF e o viaduto do Chá, um Violoncelo rompe no mundo burocrático e frio do comércio paulistano, rendendo sons imaginários;






RESTAURANTE FUJI – LIBERDADE - SP
A despedida do bairro Liberdade deveria ser em grande estilo; saí para uma volta, garimpando um belo local para jantar; pequenas portas onde silenciosamente pessoas comiam levitando, enebriadas por luzes finas e vermelhas / amarelas, com logotipos e linguagem japonesa por todos os lados; das pequenas “frestas” de portas, abriam câmaras e salas bem vestidas e ornamentadas; em um destes entramos; e um “festival” de entradas, pratos quentes, shushis e sashimis, percebemos o calafrio e o êxtase da arte culinária; um leve e pequeno toque de luz que se rompe da fronte, desce ao estômago e perpetua na mente e coração; uma pequena sensação de elevação e euforia; inesquecível;






















CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE – CONVERSA INFORMAL EM COPACABANA - RJ
Pop star, Drummond, meu avô (parecido) esperava-me para um diálogo; sem assunto, só contemplei a sua cabeça e me questionei: onde está a poesia? O silêncio da resposta foi poético!













MANUEL BANDEIRA – CENTRO DO RIO DE JANEIRO – MEMORIAL
Um Manuel Bandeira que não para de inovar em minha mente; Um Manuel Bandeira que não para de me emocionar no coração; Um Manuel Bandeira que não para de escrever no centro do Rio de Janeiro; realmente a Literatura é Eterna!!










MACHADO DE ASSIS MOROU AQUI! – RIO DE JANEIRO – CENTRO
Será que ainda encontro um pedacinho de Machado Por aqui? Um resíduo de idéia; uma radioatividade e atividade poética; um lampejo de criatividade; um pedacinho de energia inventiva; será?






RIO DE JANEIRO – LAPA
Não tem como não se sentir boêmio na Lapa; mesmo os mais resignados serão instigados a viver a vida das 22:00 às 06:00 da manhã, encharcados de música e inebriados pelo Chopp da Itaipava;









NO NINHO DA "CATIRA" DO CAIPIRA PAULISTA: "SEU JOSÉ", UM LUTIER DE VIOLA DAS ANTIGAS
Matérias regulares na TV Cultura e revistas especializadas, um marco vivo da cultura da viola em Santa Bárbara, SP;

RESUMO DAS OBRAS ADQUIRIDAS EM SP
Em um quarto de Hotel no Liberdade, bairro tipicamente Japonês de SP, um resumão das obras adquiridas na viagem; poucas, mas representativas;

5 comentários:

Nicy disse...

Oi Prof. Que legal, heim! Foram ótimas férias!

Prof. Romulo Giacome O Fernandes disse...

Olá Nicy; que bom vê-la por aqui; sim, realmente boas férias;

Anônimo disse...

Muito legal. Bela forma de compartilhar emoções vividas para os amigos. Eu acho que também piraria diante de uma livraria (sebo cultural), lá deve ter de tudo. O seu estilo em (d)escrever também tem sido fantásticos, eu já estou até aprendendo. rss!!

By Elisandro

William R Grilli Gama disse...

Rômulo, excelente a idéia desse teu "diário de bordo".
Muito boa a parte do Drummond "o silêncio foi poético"

helio.rocca disse...

Professor Rômulo, vê-se com certeza que desfrutou na companhia de sua família de uma viagem maravilhosa. Andando por ricos lugares de nosso Brasil, tanto cultural quanto gastrônomicamente. Que esta valiosa experiência acrescente mais saberes ao sua rotina de menestrel da língua portuguesa e da vivência humana. Felicidade e um abraço fraterno, seu amigo e poeta, Helio Rocca.