MENU PRINCIPAL

terça-feira, fevereiro 01, 2011

PRÓLOGO - DETALHES DAS FÉRIAS - RETORNO AO TRABALHO

Até que enfim este blog acordou!!! ensaiei muito para voltar a escrever, mas o TEOLITERIAS não deve parar; um abraço a todos os leitores e aqueles que compartilham conosco a emoção das letras e da cultura POP; bem, minhas férias foram marcadas por duas grandes viagens, do jeito que gosto: uma de carro e outra de Avião; a primeira andei cerca de 8 mil quilômetros, saindo de Cacoal e rodando por um roteiro cuidadosamente preparado, passando por Mato Grosso, Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal. Sempre, é claro, procurando história, estórias, gente, cultura, livros e Discos, em cada grotão que respira isto. (tenho muitas matérias para fazer); a segunda viagem foi para Buenos Aires, Montevideo e Punta del Leste. Maravilhosa e muito cultural. Depois conto. Vamos para algumas experiências culturais pessoais:

- Nas férias li duas obras que me marcaram; Hells Angels do Jornalista Hunter S. Thompson e a Históra Universal da Infâmia, de Jorge Luís Borges. A primeira é um retrato da sumersão total do jornalista dentro da famosa Gangue de motoqueiros da Califórnia. O livro envereda entre os fatos dos grandes encontros para o "factóides" relatados pelos jornais da época; muitos dos "feitos bárbaros" atribuídos aos engels foram superestimados ou retratados por uma ótica avassaladora, contruindo um mito. A visão sociológica, psicológica e Literária de Thompson alimentam-nos de informações sobre os Engels, mostrando como se comportavam, as verdades e mentiras, os grande incidentes e a forma como progressivamente o mito da gangue ia se consolidando. Já em História Universal da Infâmia, Borges enseja sua forma verossímel de "historiar" grandes narrativas e fatos que circulam entre a verdade e a mentira. São contos narrados de modo rápido e com cunho histórico, que não podem determinar seus marcos épicos ou de contilhos inventados. Fruto de informações contadas por cronistas, relatos, falsos ou verdadeiros documentos, as teias narrativas vão se consolidando rápidas, fortes e irradiantes, relatando sobre a infâmia de vorazes assassinos, piratas mulheres, cowboys texanos, negros do Mississipi e outras inverdades e verdades. É a primeira vez (vergonha) que entrei em contato direto com sua obra e confesso que fiquei muito atraído.

- Detalhe 1 - Fui a Buenos Aires e tentei comprar Borges no Ateneo, maravilhosa Livraria construída nas dependências de um antigo e importante teatro na rua Santa Fé; mas os preços das obras lá não eram muito convidativas; esta que li e me referi antes custava 80 pesos, cerca de 40 reais; assim, em passeio cultural e magistral rua Corrientes (as ruas dos Teatros e Sebos) consegui encontar o livro a míseros 5 reais.

- Detalhe 2 - A História Universal da Infâmia que li estava em Espanhol; é maravilhoso ler e sentir a dicção borgeana na língua máter; muito mais fluídico, mesmo que ora nos vemos entrelaçados nas armadilhas do vocabulário;

- Detalhes 3 - Três momentos musicais da viagem on the road; (de carro)

Trecho entre Comodoro e Tangará da Serra --> Disco do American Music Club (Everclear) agora sim posso bater no peito e gritar: sou fã total;

Trecho entre Rio Verde (GO) e Itumbiara (GO) --> disco novo do Manic Street PreachersAlt Rock com metade só do demos acústicas.Trecho entre Rio de Janeiro e Petrópolis --> acústico da Julieta Venegas

Detalhe 4 - Coincidência cultural de todas;
Lendo Hells Angels, de Hunter S. Thompson, encontrei uma referência ao manifesto LSD de Ken Kelsey e sua loucura em busca da mente plena e suas festas regadas a ácido; foi quando os Angels aproximaram-se do LSD e das festas que faziam; a primeira coincidência foi encontrar, de cara, em um sebo na rua Aurora, no Bexiga (SP), a obra de Kelsey (Um estranho no ninho)a 5,00 mirréis em um mundarel de andares de livros e mais livros (cinco); obra do destino feita, e influenciado por Jack Kerouac, autor que já havia comprado na Livraria Cultura da Paulista a obra "O Livro dos Sonhos", engendrei pela cultural Beatnik ainda na obra Hell Angels, quando o grande poeta e ser humano Allen Ginsberg infuencia os Hells, com seu famoso discurso/poema, a não atrapalharem a manifestação anti-guerra em 1968; pude presenciar, no MALBA, museu de arte moderna latino-americana, em Buenos Aires, as performances expostas de Marta Mijuín, em 1967, ao som de "Simphaty of Devil"; a psicodelia da exposição, a narração do dia da destruição (dia em que Marta queimou todas as suas obras em Nova Yorque e consolidou o s read managers) mais as diagramações e projeções de art managers e happenings, tudo isso ao som enlouquecido da performance mais alucinada de "Symphaty of Devil" dos Stones em (Beggars Banket Outtakes). Tudo isso me afetou muito após a visita ao MALBA. No hotel, a música já não me saia do ouvido e uma ponte entre os Hell Engels e Stones havia sido construída. Se não bastasse o cliclo todo, acessando um vídeo raro dos Stones na Internet, vejo o show antológico (1967) onde Mick tenta acalmar a multidão enfurecida e logo vejo os Hells Angells, com suas jaquetas clássicas, em um embate antológico (gente, som, cabeça). Daí em diante foi só a comprar o DVD "Shine a Light" na Musimundo (Av Corrientes de Buenos Aires) e partir para o abraço; assisiti o DVD em espanhol nesta primeira noite de Fevereiro de 2011.

Detalhe 4 - Entre Belo Horizonte e Brasília tive a oportunidade de passar ao lado de Três Marias , município de Minas onde começa o circuito Guimarães Rosa; que vontade de parar, mas estávamos atrasados no roteiro e tínhamos que voltar até o dia 11 de Janeiro; nesta cidade encontra-se o museu Guimarães Rosa, onde é possível encontrar objetos e elementos históricos da sua grandiosa obra: Grande Sertão Veredas. Prometo que volto. Será trecho obrigatório na minha próxima viagem.

Bem, por enquanto é só; as aulas começam e os planos do TEOLITERIAS contemplam as seguintes pautas para as próximas matérias:

- Roteiro Cultural em São Paulo "trilhas urbanas"
- Museus e experiências visuais (visitas aos museus e minhas impressões)
- On the Road: estrada e mais estrada pelo Brasil

Além de algumas resenhas expressas que tenho (devo) fazer

Até Logo!!

by Rômulo Giácome




Nenhum comentário: