MENU PRINCIPAL

terça-feira, abril 24, 2012

UM PRÓVÁVEL DIÁLOGO ENTRE DIÓGENES E DEMÓSTENES

UM PRÓVÁVEL DIÁLOGO ENTRE DIÓGENES E DEMÓSTENES
by Bernardo Schmidt Penna

Diógenes (404-323 a/C), filósofo grego dos Cínicos, famoso por desprezar as convenções sociais e os poderosos, se notabilizou por andar com uma lanterna à procura de um homem honesto e por morar em um barril.

Demóstenes Torres, senador da República, ex-Procurador de Justiça e ex-delegado de polícia, tornou-se conhecido por sua vociferação a favor da ética, sua defesa intransigente dos bons costumes e pela veemência de seus ataques. Ultimamente, figura nos noticiários policiais acusado de envolvimento com a máfia dos jogos ilegais de Goiás, seu estado natal.

Pode-se imaginar o diálogo que se segue, extraído de imaginária escuta telefônica autorizada, pensando mesmo o senador Demóstenes que o filósofo Diógenes havia terminado sua busca.

- Demóstenes: “Bom dia, o que o senhor faz com uma lanterna na mão em pleno dia?”

- Diógenes: “Procuro um homem honesto.”

- Demóstenes: “Que sorte a sua: Acaba de encontrar.”

- Diógenes: “E quem seria?”

- Demóstenes: “Eu, naturalmente. Famoso senador, defensor da ética e da moral. Acusador implacável. Incorruptível.”

- Diógenes: “Entre os animais ferozes, o de mais perigosa mordedura é o delator; entre os animais domésticos, o adulador.”*

- Demóstenes: “As injúrias, as calúnias e as difamações minam a resistência até de quem nada teme, mas permaneço firme na fé de que a verdade triunfará.”*

- Diógenes: “Até mesmo o sol penetra nas latrinas, mas não é contaminado por elas.”*

- Demóstenes: “A tudo suporto porque nada fiz para envergonhar meu partido, o Senado, Goiás e o Brasil. Essa é a verdade que, ao final, prevalecerá.”*

- Diógenes: “Devemos ter amigos que nos ensinam o bem; e perversos e cruéis inimigos, que nos impeçam de praticar o mal.”*

- Demóstenes: “Dói enfrentar o olhar sofrido de familiares torcendo para o tormento passar logo. Mas as inverdades chegam açodadas; a reparação, lentamente.”*

- Diógenes: “Perdão, meu senhor, mas, no mínimo, para o homem honesto, valem mais as atitudes do que as versões. E o que se tem mostrado contra o senhor não o faz enquadrar em minha busca.”

* As frases assinaladas de Diógenes foram colhidas da internet e as de Demóstenes de seu twitter.

Advogado, mestre em Direito e professor do Curso de Direito da Unesc. Bernardo@unescnet.br.



Um comentário:

Anônimo disse...

Olá prof. Bernardo,

que beleza de intertextualidade! parabéns pela criatividade e pela exposição didática dos problemas ético-morais que assolam a política.
Abraços, Volmar.